Saltar para o conteúdo

Todos nós, em algum momento da vida, iremos precisar de psicoterapia. Entretanto, ainda existem diversos preconceitos envolvendo o tema, fazendo com que muitos evitem o tratamento psicológico, por conta das ideias erradas propagadas sobre ele.

Hoje vamos quebrar algumas dessas ideias para que você saiba quando a psicoterapia é indicada.

O que é psicoterapia?

A psicoterapia, mais conhecida popularmente como terapia, é o método de trabalho do estudo e conceitos da psicologia, que trabalha a partir do diálogo entre psicóloga e paciente, construindo uma relação saudável, para tratar questões de cunho emocional e mental, como depressão, ansiedade, estresse, entre tanto outros.

O trabalho é feito através de um acompanhamento com o profissional de psicologia. As abordagens das sessões e formas de trabalho podem ser individual, grupal, em casal, família, e criança e adolescentes.

Os atendimentos podem se dar, até mesmo, em forma de acompanhamento terapêutico, onde o profissional atende o paciente, na casa ou no lugar em que paciente está.

O profissional da psicologia pode escolher a linha que norteará as sessões como a psicanálise (que é a mais conhecida pelas pessoas), fenomenologia, comportamental, cognitiva, psicodrama, EMDR, gestalt, ou psicoterapias breve, junguiana ou lacaniana. Cada uma das abordagens trabalhará, de maneira diferente com o paciente.

Quais impactos positivos a psicoterapia traz?

Um dos benefícios que a terapia proporciona é fazer com que o paciente se sinta bem consigo mesmo, tornando-o capaz de lidar com seus anseios, de forma mais saudável, podendo se conhecer melhor, como ser humano.

Ainda, dentro das sessões, é possível abordar diversos tipos de assuntos, como depressão, ansiedade ou questões de maior impacto à vida do paciente. Questões estas que podem fazer com que suas rotinas diárias ou suas atividades fiquem mais difíceis de executar, pois o sentimento desses anseios afloram, tomando conta de sua vida.

Durante as sessões, o paciente, consegue trazer à tona tais anseios, que muitas das vezes não imagina ser o agente desencadeador das emoções. Isso lhe dá a possibilidade de olhar, de maneira ampliada, o assunto, sendo, assim, capaz de lidar com este e ter recursos para lidar com assuntos parecidos, quando estiver, de novo, de frente à situação.

A partir de que idade posso frequentar a psicoterapia?

 

  • Não existe faixa etária para frequentar as sessões, desde que o próprio paciente esteja de acordo em procurar ajuda de uma psicóloga.
  • O primeiro passo para que tenha efeito a psicoterapia é a própria pessoa reconhecer que não está bem e precisa de ajuda. Os motivos podem variar. Desde problemas conjugais, familiares, de relacionamentos em geral e, até mesmo, atitudes que não sejam benéfica ao paciente ou às demais pessoas que o cercam.

 

Como funciona a psicoterapia?

A psicoterapia é um método que somente um profissional habilitado, dotado de com uma escuta treinada, pode fazer.

Isso pois uma conversa com um ente íntimo não soluciona e, dependendo do assunto abordado, pode trazer a tona outros assuntos, que paciente ainda não está preparado para enfrentar naquele momento.

Entre os assuntos que podem surgir podemos citar: distúrbios alimentares, transtornos de personalidade, depressão, ansiedade, deficiências, como o transtorno do espectro do autismo, perdas de entes queridos por morte, estresse, entre tantas outras.

O trabalho, junto a um profissional treinado, acaba trazendo ao paciente autoconhecimento, ampliação do olhar, para as mais diversas situações e como enfrentá-las, autocontrole e conhecimento de suas emoções.

Por isso, assim que a pessoa tonar-se consciente de suas próprias dificuldades para lidar com seus problemas emocionais, deve procurar ajuda de uma psicóloga. Com a ajuda profissional, o paciente se encontrará evoluindo pessoalmente, em diversos aspectos de sua vida, adquirindo empoderamento social e quebrando suas frustrações.

Conteúdo oferecido por Graziele Melo - Psicóloga São Bernardo

Um dos pontos mais importantes que surge do envelhecimento progressivo das pessoas, bem como a contração de doenças, é a qualidade de vida, o que acaba implicando em aspectos emocionais, ambiente de trabalho e familiar. Conheça algumas dicas para ter uma vida saudável e melhorar sua disposição diária.

Hábitos são a chave para uma vida saudável

Os estilos de vida são aqueles comportamentos que melhoram ou criam riscos para a saúde e estão relacionados com os padrões de consumo do indivíduo em sua dieta, do tabaco, bem como com o desenvolvimento ou não da atividade física, os riscos do lazer, especialmente o consumo de álcool, drogas e outras atividades relacionadas e risco ocupacional.

Algumas pessoas sofrem até mesmo com a diminuição da libido e buscam alternativas como produtos para melhorar o desempenho sexual, evitando crises em seu relacionamento.

Mencionamos esses dois parágrafos para entendermos que a vida tem três pilares, familiar, pessoal e profissional. Por mais difícil que pareça, eles devem andar em sintonia para que possamos levar uma vida saudável e melhorar nossa disposição. Além de manter um bom relacionamento com as pessoas ao nosso redor.

Conheça algumas dicas para melhorar ter uma vida mais saudável:

Atividade física

É a chave para o envelhecimento saudável. Existem muitos testes científicos que demonstram os benefícios da atividade física regular, dentre os quais podemos destacar:

- Melhora o humor e ajuda a reduzir o estresse;
- Aumenta o grau de energia e melhora a produtividade da pessoa;
- Ajuda a alcançar e manter um peso adequado;
- Dá maior flexibilidade e melhora a capacidade de realizar atividades da vida diária;
- Reduz a chance de ter doenças cardíacas ou se você tiver complicações;
- Em pessoas com Diabetes, elas administram glicose de forma mais adequada e complementam o tratamento médico.

Se uma pessoa não puder dedicar 30 minutos continuamente a uma atividade física, ela pode ser dividida em três momentos de 10 minutos cada, obtendo o mesmo efeito benéfico, ao menos 3 vezes por semana.

Diga não ao hábito de fumar

Essa é a causa da morte e de doença em adultos. Fumar contribui substancialmente para doenças como Câncer, Cardiovascular, Respiratória Crônica (enfisema e obstrução crônica), disfunção erétil, entre outras.

Nunca é tarde demais para deixar de fumar e começar a viver uma vida saudável.

Peso corporal saudável

O excesso de peso ou a obesidade estão associados a um aumento do risco de diabetes, doenças cardiovasculares e também podem piorar as condições existentes, como a artrite. Da mesma forma, ter um baixo peso também constitui um fator de risco para morte e perda funcional.

As duas condições (obesidade e baixo peso) podem estar relacionadas a déficits graves que afetam o sistema imunológico das pessoas, o que as torna mais vulneráveis ​​a doenças.

Consulte um nutricionista e pratique exercícios físicos.

Alimentação saudável

Os alimentos que devem fazer parte do nosso dia-a-dia são frutas e vegetais, que devem estar presentes em quatro porções por dia. Além disso, legumes e arroz por causa do alto teor de fibras e nutrientes vegetais que eles contêm. E grãos integrais como milho, pão integral e aveia, que é uma grande fonte de vitaminas e fibras.

Nos alimentos que são fontes de proteína, o peixe é o alimento ideal devido à sua grande quantidade de nutrientes e muito pouca gordura. Também leite e produtos lácteos (queijo, iogurte) sem gordura são muito bons. Outros, como ovos, frango, mas cozidos sem pele e, finalmente, carne bovina ou suína, mas sem muita gordura, fornecem os nutrientes necessários para uma boa dieta.

Alimentos que não são recomendados para comer são aqueles que têm uma grande quantidade de açúcar, como sorvetes e doces, também aqueles que têm muita gordura, como manteiga, ou outros alimentos que foram fritos em óleo abundante, como batatas fritas.

Sono e hidratação

Tente dormir ao menos 6 horas por dia para descansar e recuperar as energias. Não se esqueça de se hidratar, consuma ao menos 2 litros de água por dia, o que é essencial para o funcionamento dos órgãos, vitalidade da pele e etc.

Uma das frases mais clichê que existe no mundo da nutrição é “leia os rótulos”, mas essa frase não é praticada ou por algum motivo ela não recebe toda a atenção que deveria receber; e muita gente presta atenção apenas nas calorias. ...continue a ler "Aprenda a entender os rótulos dos alimentos da forma correta"